A sexta edição do Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação teve lugar na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, Brasil, entre os dias 17 e 20 de abril de 2006, ocasião em que se comemoraram os dez anos de existência do evento, o que demonstrou sua consolidação como veículo dos mais significativos para o intercâmbio de idéias e de resultados de investigação dos pesquisadores em História da Educação das comunidades lusitana e brasileira.

Historicamente, a promoção do Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação expressa uma parceria internacional estabelecida entre o Grupo de Trabalho em História da Educação da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (GT-HE/ANPEd) e a Secção de História da Educação da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SHE/SPCE), contando, desde 1999, com a co-promoção da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE).

A primeira versão do evento ocorreu em Lisboa, em 1996. As edições posteriores alternaram a sede sempre entre uma cidade brasileira e uma portuguesa, a saber: São Paulo (1998), Coimbra (2000), Porto Alegre (2002) e Évora (2004).

Em 2006, a realização do Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação esteve a cargo do Núcleo de Estudos e Pesquisas em História e Historiografia da Educação (NEPHE) do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Faculdade de Educação (FACED) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) que, honrado, cumpriu as tarefas necessárias para viabilizar com êxito esta importante edição comemorativa.

Sob a temática geral, “Percursos e Desafios da Pesquisa e do Ensino de História da Educação”, a sexta edição do congresso oportunizou: o debate amadurecido sobre a História Cultural; a reflexão sobre a produção disseminada nas edições anteriores do congresso; a introdução da discussão sobre o ensino de História da Educação no espaço Portugal-Brasil; as perspectivas dessa saudável convivência e das parcerias estabelecidas entre pesquisadores brasileiros e portugueses em projetos comuns.

Quanto aos eixos temáticos, oito dentre os nove propostos resultaram da percepção dos temas que tiveram maior freqüência e permanência ao longo das cinco edições anteriores do congresso. A proposição de um eixo-temático sobre o Ensino de História da Educação, por seu turno, buscou, com relativo êxito, abrir espaço para um campo de investigação que se quer estimular, tendo em vista consolidar a informação histórica necessária sobre a disciplina frente aos desafios que se colocam para a mesma na atualidade.

Para as sessões de apresentação de comunicações individuais e coordenadas foram recebidas 1014 propostas, distribuídas nos nove eixos temáticos, das quais 972 eram comunicações individuais e 42 agregavam-se em dez diferentes comunicações coordenadas. Desse total, 316 propostas de comunicação individual não puderam ser aproveitadas nessa oportunidade: 214 por obterem dois pareceres negativos; 102 que, apesar de terem sido aprovadas para apresentação, não tiveram nenhum de seus autores inscritos no congresso, o que fere as normas amplamente explicitadas. Desse modo, resultaram 656 comunicações individuais e 42 coordenadas com possibilidade concreta de apresentação no VI Congresso Luso Brasileiro de História da Educação, em um total geral de 698.

Porém, dada às normas do congresso e os prazos fixados pela Comissão Organizadora para envio dos trabalhos completos, constam desses anais apenas os textos que foram devidamente apresentados nas sessões de comunicações individuais e coordenadas do evento, bem como aqueles que foram encaminhados adequadamente à secretaria do mesmo. Assim, há 581 trabalhos completos publicados nesses anais, incluindo 543 referentes às comunicações individuais e 38 referentes às comunicações coordenadas.


Quadro – Comunicações apresentadas no COLUBHE06, por eixo temático.

Eixo Temático
Comunicações
Parcial
%
Individuais
Coordenadas
1
  Educação, infância e família
46
-
46
7,9 %
2
  Ensino de história da educação
9
-
9
1,6 %
3
  Gênero, etnia e geração
46
-
46
7,9 %
4
  Historiografia e memória da educação
104
7
111
19,1 %
5
  Imprensa, impressos e discursos educacionais
82
6
88
15,1 %
6
  Cultura, modelos pedagógicos e práticas educativas
123
10
133
22,9 %
7
  Políticas, sistemas e instituições educacionais e científicas
99
11
110
19,0 %
8
  Profissão e identidade docente
25
4
29
5,0 %
9
  História Comparada: questões metodológicas da pesquisa em educação
9
-
9
1,5 %
Sub-Total
543
38
Total
581
100%


A concretização do VI Congresso Luso Brasileiro da História da Educação em Uberlândia só foi possível pela confiança depositada nos membros do NEPHE/UFU, desde o congresso realizado em Évora, Portugal, em 2004, pelos participantes do GT-HE da ANPEd, da SHE da SPCE e da SBHE.

Porém, a realização pelo NEPHE/UFU dessa empreitada contou com apoios internos fundamentais: da administração superior, da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia, bem como com parcerias profícuas com instituições co-irmãs que atuam na região do Triângulo Mineiro, incluindo o Centro Universitário do Cerrado Patrocínio, o Centro Universitário do Planalto de Araxá, a Faculdade Católica de Uberlândia, o Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba e o Instituto Superior de Educação de Ituiutaba da Fundação Educacional de Ituiutaba (Universidade do Estado de Minas Gerais) e a Universidade Presidente Antônio Carlos (Uberlândia), as quais forneceram importante apoio para enfrentar o desafio de efetivação do congresso.

Para que está realização fosse possível foram importantes ainda as parcerias estabelecidas com o Instituto Algar que, pela segunda vez, conferiu importante apoio a um evento da área de História da Educação realizada pelo NEPHE/UFU e com o Banco do Brasil, que tradicionalmente apóia os eventos científicos realizados no âmbito da UFU.

O apoio científico-financeiro obtido junto às principais agências de fomento do país, CNPq, CAPES e FAPEMIG, atestou a credibilidade e o respeito que o evento conquistou junto à comunidade de pesquisadores no Brasil.

Além disso, o respaldo do Center Convention, da Cia. Mineira de Chocolates, da Prefeitura Municipal de Uberlândia, do Plaza Shopping Hotel, da Chima Steakhouse e do Barolo Italian Dressing indicam a confiança dos órgãos públicos e das empresas da localidade nas iniciativas da UFU. Registre-se também o apoio que recebemos de um novo parceiro, a Voetur Turismo, agência de viagens oficial do congresso que, em conjunto com a Varig Brasil, administraram e possibilitaram a vinda dos participantes ao congresso.

Por fim, é necessário agradecer a todos que colaboraram para a realização dessa edição comemorativa do Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação, em especial aos membros das comissões organizadora, científica, organizadora local, aos membros da secretaria geral e monitores que garantiram a qualidade acadêmica e científica do evento, bem como estender um agradecimento a todos os participantes do congresso, vinculados a aproximadamente duzentas diferentes instituições de ensino e pesquisa e órgãos governamentais, fato que assinalou a consolidação em definitivo da saudável parceria de duas comunidades de pesquisadores em História da Educação do Brasil e de Portugal.

Uberlândia, 15 de outubro de 2006

Prof. Dr. Décio Gatti Júnior - Universidade Federal de Uberlândia
Prof. Dr. Joaquim Pintassilgo - Universidade de Lisboa

Coordenadores da Comissão Organizadora Brasil/Portugal

 
Turma de Formandas do Colégio Nossa Senhora das Lágrimas - Uberlândia - MG - 1937  (Acervo do CDHIS/UFU) Turma de Formandas do Colégio Nossa Senhora das Lágrimas - Uberlândia - MG - 1937  (Acervo do CDHIS/UFU)